Você sabe o que é o B R O BRÓ? - Instituto Livres Pular para o conteúdo

Chave PIX: [email protected] | [email protected]

NOTÍCIA

09 de outubro

Você sabe o que é o B R O BRÓ?

Atualmente, o Nordeste, em especial o Piauí, se encontra no período do ano em que enfrenta maiores temperaturas médias e menores possibilidades de chuva. Os picos elevados de temperatura e a falta de chuva, somados aos problemas sociais que a população local já enfrenta faz com que a sobrevivência seja dificultosa para muitas comunidades no sertão. Atualmente eles estão passando pelo período que chamam de “B R O BRÓ”.

Mas, o que siginifca o termo B R O BRÓ?

Uma possível origem da expressão é junção das últimas sílabas dos nomes dos meses mais quentes do ano setembro, outubro, novembro e dezembro.

O site Weather Spark, portal especializado em informar as condições climáticas de qualquer local do mundo, mostra que, nesse período, as temperaturas médias estimadas para o estado estão em cerca de 37°C a 45°C nos dias mais quentes, consideradas temperaturas escaldantes na análise do portal, e agravando a condição, as precipitações nesse período são praticamente inexistentes, tornando o clima extremamente seco e sem nuvens.

Imagine passar por um período como esse sem poder ter formas de se refrescar, sem ter água para beber.

Talvez a posição de privilégio, com acesso à água, saneamento, alimento e demais serviços básicos (por mais inacreditável que possa ser, infelizmente ter acesso a todos esses recursos acaba sendo privilégio) é difícil imaginar a sobrevivência nesse cenário.  Se é difícil pensar, imagine a dificuldade que é viver essa realidade.  

No B R O BRÓ a temperatura estimadas para o estado ficam em cerca de 37°C a 45°C

Quando passamos por um dia quente, podemos chegar em nossas casas, tomar um copo de água fresca e um banho para diminuir a temperatura de nosso corpo. É triste saber que essa não é a realidade de todos. Relatórios de agosto de 2022 do Sistema Nacional do Informações sobre Saneamento (SNIS) informam que apenas 30,3% dos municípios tem acesso a água tratada. A falta desse recurso impede que toda essa parcela da população tenha cuidados básicos de higiene, limpeza e até mesmo certos tratamentos de saúde.

Esse cenário climático extremo e característico do B R O BRÓ é mais grave durante esse período, porém não é exclusivo dele. Mesmo nos meses que teoricamente as condições climáticas são mais ‘amenas’ o problema da falta d’água continua presente na realidade de algumas famílias nordestinas.

Projetos sociais que visam viabilizar o acesso à água potável, como o Mais Água, são extremamente importantes para combater essa problemática.

O fato de parte de população nordestina poder já estar ‘acostumada’ com essa dura realidade, não faz com que ela seja certa e justa para se viver.

É preciso mobilização e ação pela transformação de nosso país.

 


Últimas notícias

Impacto Livres celebra 10 anos com edição especial em Simões, Piauí

Por Dentro do Projeto Mais Água: Revelando a Realidade das Comunidades Sertanejas

Buscamos compreender a realidade das comunidades sertanejas do Nordeste brasileiro, o Mais Água visa enfrentar os desafios da escassez de água.

Construindo Futuros Promissores: Compromisso no Combate ao Abuso Infantil

No Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Livres busca proteção e bem-estar.

Juntos Pelo Rio Grande do Sul

SOS Rio Grande do Sul - Saiba como ser eficiente na ajuda às vítimas dessa terrível tragédia!

18 Anos Ressignificando Realidades e Reconstruindo Sonhos!

Conheça Nossos Amigos e Apoiadores

Personalidades influentes se unem ao Instituto Livres para promover mudanças significativas e proporcionar esperança e oportunidades para comunidades vulneráveis no sertão brasileiro.

Compartilhe

Copiar link

MAIS LIDAS

INSCREVA-SE

Quer ficar por dentro de todas as iniciativas inspiradoras e progressos que estamos alcançando? Engaje-se conosco assinando nossa newsletter e receba informações exclusivas, histórias de impacto e oportunidades para fazer a diferença. Juntos, podemos construir um futuro melhor!