Uma luta contra alcoolismo no sertão

Uma luta contra alcoolismo no sertão mobiliza colaboradores Livres

Livres atua em Paulistana para diminuir o vício entre as comunidades e povoados sertanejos. Uma luta contra alcoolismo que mobiliza nossos agentes de missão social em favor de alcançar melhorias na qualidade de vida dessas pessoas.

Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico apontou que 20% da população adulta no Brasil fazem uso abusivo de bebida alcoólica.

Quase 3% da população brasileira acima de 15 anos de idade é considerada alcoólatra, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A porcentagem pode parecer pequena, mas representa mais de 4 milhões de pessoas.

A pesquisa apontou ainda que o uso abusivo entre os homens é mais frequente na faixa etária de 25 a 34 anos, 34,2% e entre as mulheres nas idades de 18 a 24 anos (18%). O menor percentual entre os homens e mulheres, foram observados em pessoas com 65 anos e mais, sendo, 7,2% entre homens e 2% em mulheres.

No dia 12/03, o Livres iniciou mais uma frente de trabalho em Paulistana: palestras com o objetivo de alertar adultos e adolescentes sobre questões sociais que afetam a sociedade. “Trabalhar a informação sobre os malefícios do álcool, explicar sobre os efeitos destrutivos em toda a família. Entendemos que precisamos intensificar ainda mais a informação não só para esse grupo, mas para toda a população”, alerta o pr. Ivan Tenente.

A primeira palestra ocorreu na comunidade Quilombola Contento, cerca de 40 pessoas participaram. Os pastores Ivan Tenente e Carlos Rocha abordaram temas como: os efeitos do álcool no organismo, o resultado do álcool na sociedade, a relação entre álcool e violência doméstica, o impacto do álcool nas finanças familiar, além de dados obtidos em artigos científicos.

As consequências do uso de álcool também oneram a sociedade, de forma direta e indireta, potencializando os custos em hospitais e outros dispositivos do sistema de saúde, sistema judiciário, previdenciário, perda de produtividade do trabalho, absenteísmo, desemprego, entre outros.

É considerado ‘uso abusivo de álcool’, a ingestão de quatro ou mais doses entre as mulheres e cinco ou mais doses de bebidas alcoólicas entre os homens, em uma mesma ocasião, nos últimos 30 dias. O Ministério da Saúde alerta que o consumo de qualquer tipo de bebida alcoólica pode trazer danos imediatos à saúde ou a médio e longo prazo. O uso abusivo de álcool é uma pauta intersetorial e também um fator de risco que influencia negativamente dois aspectos: aumento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs); e o aumento de agravos, como acidentes e violência.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não existe volume seguro de álcool a ser consumido, porque ele é tóxico para o organismo humano e pode provocar doenças mentais, diversos cânceres, problemas hepático, como a cirrose, alterações cardiovasculares, com riso de infarto e acidente vascular cerebral e a diminuição de imunidade. Além de ser responsável por episódios de violência física contra si ou contra outras pessoas.

Segundo o agente de missão social do Livres, Renan Lacerda, a organização está buscando atingir todas as faixas etárias da população sertaneja por meio de conteúdos sociais, que estão relacionados com o dia a dia da sociedade. “Por meio de palestras, workshops e cursos, estamos levando conhecimento sobre problemáticas sociais como: gravidez precoce, depressão, suicídio e outros assuntos que concernem às famílias da região. Estamos
nos aproximando das comunidades com intuito de auxiliar na geração de pensamento crítico para mudança de cultura”.

O acolhimento dessas pessoas (dependentes químicos) e seus familiares é uma estratégia de atenção fundamental para a identificação das necessidades assistenciais, alívio do sofrimento e planejamento de intervenções, se e quando necessárias, conforme cada caso. Vale ressaltar que todos as atividades sociais do Livres no sertão são oferecidas gratuitamente e são lideradas pelos agentes de missão social, Ivan e Rosane Tenente.

Quer nos ajudar a manter e expandir os trabalhos missionários no sertão? Oferte para essa causa.

Translate »
Iniciar conversa
Podemos te ajudar?
Olá!! Como podemos te ajudar?