Trabalho infantil pode piorar no Brasil - Instituto Livres Pular para o conteúdo

Chave PIX: [email protected] | [email protected]

NOTÍCIA

30 de julho

Trabalho infantil pode piorar no Brasil

O cenário do Trabalho Infantil pode piorar no Brasil

A gente acha que não é real, mas a verdade é que, com a pandemia do covid-19, o cenário do trabalho infantil no Brasil pode piorar…

Você já parou para pensar quantas crianças e adolescentes estão expostos a diversos riscos, devido à pandemia do novo coronavírus (COVID-19)?

Diariamente, milhares de meninos e meninas sofrem com as violações de seus direitos. O Brasil tem mais de 2,3* milhões de crianças e adolescentes, entre 5 e 17 anos de idade, expostos ao trabalho infantil. Em 2019, o Disque 100 registrou um aumento de 10%* e 75%*, respectivamente, nas denúncias de exploração do trabalho infantil e do trabalho escravo contra crianças e adolescentes, comparado ao ano de 2018.

A má notícia é que este cenário pode piorar, já que o aumento do desemprego e da vulnerabilidade das famílias de baixa renda pode intensificar a exposição de crianças a violação.

Para tentar mudar essa realidade, a campanha Não ao Trabalho Infantil tem como objetivo reforçar a importância do tema e orientar a sociedade sobre os prejuízos do trabalho infantil para uma criança e do trabalho desprotegido para um adolescente abaixo da idade mínima permitida pela legislação.

Mas, o que é o Trabalho Infantil? É todo o trabalho realizado por crianças e adolescentes abaixo dos 16 anos, salvo na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos. Ocupações noturnas, perigosas, insalubres ou caracterizadas legalmente como piores formas de trabalho infantil são vetadas até os 18 anos de idade.

O trabalho precoce pode acarretar diversas consequências para o ser humano, desde físicas a psicológicas, que podem se perpetuar por toda a vida, impossibilitando a criança de ter uma vida adulta saudável. No Livres, no acolhimento Livre Ser, esse é um dos motivos pelos quais as crianças são removidas do núcleo familiar e acolhidas, a fim de que tenham direito a uma vida em ambientes seguros, saudáveis, propícios ao seu desenvolvimento.

O apoio dos doadores é fundamental para que nossas ações de assistência e cuidados com as crianças e adolescentes continuem mesmo com e apesar da pandemia! Seja um agente transformador conosco!

E como você pode participar? veja algumas ações bem simples:
  • Compartilhe a campanha em suas redes sociais e grupos de amigos;
  • Use a hashtag #naoaotrabalhoinfantil;
  • Saiba como denunciar a violação em www.naoaotrabalhoinfantil.org.br.

A sua participação é muito importante para a prevenção e erradicação do trabalho infantil!

*Fontes: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) 2016 e Disque Direitos Humanos – Disque 100


Últimas notícias

Impacto Livres celebra 10 anos com edição especial em Simões, Piauí

Por Dentro do Projeto Mais Água: Revelando a Realidade das Comunidades Sertanejas

Buscamos compreender a realidade das comunidades sertanejas do Nordeste brasileiro, o Mais Água visa enfrentar os desafios da escassez de água.

Construindo Futuros Promissores: Compromisso no Combate ao Abuso Infantil

No Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Livres busca proteção e bem-estar.

Juntos Pelo Rio Grande do Sul

SOS Rio Grande do Sul - Saiba como ser eficiente na ajuda às vítimas dessa terrível tragédia!

18 Anos Ressignificando Realidades e Reconstruindo Sonhos!

Conheça Nossos Amigos e Apoiadores

Personalidades influentes se unem ao Instituto Livres para promover mudanças significativas e proporcionar esperança e oportunidades para comunidades vulneráveis no sertão brasileiro.

Compartilhe

Copiar link

MAIS LIDAS

INSCREVA-SE

Quer ficar por dentro de todas as iniciativas inspiradoras e progressos que estamos alcançando? Engaje-se conosco assinando nossa newsletter e receba informações exclusivas, histórias de impacto e oportunidades para fazer a diferença. Juntos, podemos construir um futuro melhor!