Relatorio Social Livre Ser

Confira nosso Relatório Social Livre Ser referente ao 1º semestre de 2020.

O Acolhimento Livre Ser é um projeto realizado pelo Instituto Livres desde 2006. Atualmente, o serviço é ofertado no município de Santo André/SP, onde temos as Casas LIVRE SER I e II.

Nossa atuação visa à proteção da infância, cuidado e desenvolvimento de novas gerações saudáveis emocional, física e espiritualmente.

O Projeto LIVRE SER promove junto a crianças e adolescentes experiências de socioaprendizagem, na perspectiva do empoderamento, autonomia responsável, dignidade no exercício da cidadania e superação das vulnerabilidades.

Por meio de técnicas cognitivo-comportamentais, cooperamos para formação da personalidade, o resgate e a reconstrução de sua história, facilitando a relação entre gerações, familiar e social.

Desde 2015, já são 265 crianças e adolescentes acolhidos por nossa equipe.

Nesse ano de 2020, fomos surpreendidos pela pandemia e tivemos que nos adaptar e adequar a todas as novas demandas juntamente com as crianças. Um desafio e uma vitória até agora.

Para além de todas as medidas necessárias para conter a propagação do vírus, foi muito importante pensarmos nos cuidados relacionados à equipe neste momento, com todas as crianças na casa, sem poder sair e sem poder receber visitas, além de afetado(a)s pessoalmente por toda essa situação. A manutenção dos espaços de cuidado e reflexão com a equipe são essenciais, apesar dos desafios que tivemos para dar conta da rotina com essa nova configuração.

Viemos aqui, em verdade, compartilhar com vocês os muitos frutos desse trabalho e a generosidade e solidariedade de voluntários e parceiros nesse primeiro semestre que nos apoiaram a continuar as ações e o serviço em sua integridade.

Conheça um pouco mais do que aconteceu no LIVRE SER no 1º semestre de 2020.

38 ACOLHIDOS

01 ADOÇÃO de criança com necessidades especiais

01 REINTEGRAÇÃO FAMILIAR

02 ADOLESCENTES que alcançaram a maioridade e estão inseridos na sociedade com nosso apoio.

392 ATIVIDADES lúdicas, de lazer, pedagógicas, sensoriais, de desenvolvimento de autonomia e autoestima, culturais, de celebração.

2.420 ATIVIDADES de reforço ESCOLAR, aperfeiçoamento da caligrafia, escrita e leitura, acompanhamento das aulas televisionadas, acompanhamento dos educadores nas lições, tarefas de casa e atividades extracurriculares, jogos educativos, avaliações bimestrais e atividades pedagógicas de estímulo com os bebês.

35 VISITAS DOMICILIARES, que são visitas técnicas às casas dos pais e familiares para análise do ambiente, escuta sobre os desafios, entendimento das condições e possíveis encaminhamentos aos órgãos correspondentes.

06 CAPACITAÇÕES dos Colaboradores e Educadores Sociais.

216 ARTICULAÇÕES técnicas e de advocacy em favor da socialização da criança, com a Rede de Proteção e parceiros da rede de Atendimento à Criança e Adolescente.

234 PESSOAS VOLUNTÁRIAS envolvidas em 39 ações de socialização e desenvolvimento das crianças.

Agradecemos aos parceiros e doadores que nos apoiaram doando:

1- Material Escolar

2- FRALDAS para as crianças

3- MATERIAL DE HIGIENE

4- ALIMENTOS

5- TABLETS para as crianças poderem estudar e acompanhar as aulas na pandemia

6- ROUPAS para o frio, roupas-de-cama, cobertores, casacos

Veja o depoimento de 02 de nossos Educadores:

Segundo Wellington Bento, educador social, “Nossa missão aqui está em contribuir para a educação do futuro dessas crianças, dando bons exemplos de vida para eles, ajudando com os deveres escolares, incentivando para que tudo o que fizermos com bom ânimo é possível alcançarmos. Ajudamos também ensinando sobre as responsabilidades no cuidado da casa e das outras crianças para que possam aprender sobre o cotidiano de uma família real.

Faz parte do nosso trabalho também dar atenção a eles, estimular as atividades culturais, recreativas e de formação. Aqui eles aprendem a compartilhar, dividir, obedecer, a viver em família e se preparam para uma nova oportunidade de vida quando sairem, sabendo se relacionar melhor com as pessoas.”

“ Eu tinha uma visão do acolhimento muito restrita e pouco valorizada, mas após esses dois anos, mudei completamente. Como o acolhimento tem sido fantástico no processo de reconstrução da dignidade, do acesso aos direitos, da reelaboração dos sonhos… o acolhimento tem permitido resgatar crianças e adolescentes de um futuro destruído. E o que vivo aqui, tenho levado até para a minha casa, para minha família e com meus filhos.

Meu olhar sobre o meu próximo mudou. Hoje estou muito mais atenta às necessidades do outro.”, afirma Elisangela, educadora social do Livre Ser.

Gostou do nosso Relatório Social Livre Ser? Deu para nos conhecer mais um pouquinho?

Seja você também um parceiro do Livre Ser! Fale com nossa equipe (11) 98542-6677.

Translate »
Iniciar conversa
Podemos te ajudar?
Olá!! Como podemos te ajudar?