Abril no sertão não deixa famílias desamparadas

Abril no sertão não deixa famílias desamparadas

No mês de abril, apesar do quadro de quarentena, a necessidade dos vulneráveis não nos passou desapercebida… A crise está aí, para muitos, mas existe há muito tempo no sertão, quase que intermitente… Nosso olhar sobre o sertão nos move a não deixar famílias desamparadas.

Nossos agentes de missão estiveram guardando as recomendações da OMS de segurança em favor da saúde e da vida e realizando todo tipo de assistência que lhes foi possível.

06 comunidades rurais receberam visitas da nossa equipe: comunidades do Contente, Roça de Baixo, Angical, Imbuzeiro e Sombrio. 123 famílias, num total de 386 pessoas foram alcançadas e beneficiadas diretamente com nossas ações assistenciais e de evangelização, discipulado, acompanhamento.

As reuniões nas casas, do projeto Tempo Livre, aconteceram de forma mais tímida, mas não pararam! Os encontros de aconselhamento individual e oração também foram bem marcantes nesse mês.

37 famílias das comunidades quilombolas Roça de Baixo, Angical e Sombrio receberam cestas básicas, água potável, máscaras e itens de higiene pessoal.

O objetivo das visitas é levar orientação, uma palavra de esperança para as famílias e mantimentos que o Instituto Livres recebeu da voluntária Andréia Silveira, que tem feito campanhas de arrecadação de cestas básicas para o sertão.

A Comunidade quilombola do Contente recebeu 380 mudas de árvores, frutíferas e ornamentais, como ipê amarelo e caju! Essa iniciativa, além de gerar a longo prazo subsistência para as famílias, promove integração, sentimento de pertencimento e cuidado com o local onde eles vivem.

Realizamos na Comunidade Imbuzeiro e Povoado Barro Vermelho a entrega de 500 mudas de árvores como o Ipê branco e amarelo, Lucena, Pau Brasil e Pata de vaca. Juntamente com as crianças e população local, plantamos em lugares próximo a suas casas. Além da conscientização com relação aos cuidados com o Meio Ambiente, foi um tempo de comunhão e interação com os moradores locais.

A escola estadual CETI Santana da Silva também recebeu o plantio de mudas! O objetivo inicial da ação era trabalhar o plantio das mudas com os alunos, para promover socialização, bem estar e senso de pertencimento. Contudo, devido à quarentena, a ação não pode contar com a participação dos alunos, mas a diretora Lucicléia foi para lá participar de tudo!

A diretora não poupou energias e colocou a mão na massa! Ou melhor: as mãos na terra. “Essa ação vai embelezar a escola para os nossos alunos, tornando o ambiente de aprendizado deles ainda mais agradável e com frutos que as crianças gostam demais!”, afirma a diretora. Vai ser um presente nosso para quando eles puderem retornar às aulas.

Nossa equipe também se dedicou a visitar os acamados no Hospital Municipal, orar por eles, levar algum conforto e esperança e estiveram na rádio da região orientando a população sobre as medidas relativas ao convid-19, bem como compartilhando mensagens de fé!

As ações no sertão não podem parar. Nos ajude a manter esse legado de solidariedade e auxílio a tantas famílias necessitadas. Saiba mais como participar!

Translate »
Iniciar conversa
Podemos te ajudar?
Olá!! Como podemos te ajudar?