Email: office@yourdomain.com
Phone:: +44 20 7240 9319
Fale com o Instituto: 0800-883-6263

Lixo plástico é uma ameaça aos ecossistemas

Lixo plástico ameaça o ecossistema do planeta

Em março deste ano, o Fundo Mundial para a Natureza (WWF) publicou uma pesquisa alarmante, que faz pensar em como o planeta irá se comportar nos próximos anos. O estudo demonstra que o lixo plástico é ameaça aos nossos ecossistemas, que estão enfrentando uma quantidade exorbitante de poluentes descartados diariamente pela sociedade.

Segundo o estudo lançado pelo WWF, o volume de plástico que vaza para oceanos todos os anos é de aproximadamente 10 milhões de toneladas, o que equivale a 23 mil aviões Boeing 747 pousando em éguas e oceanos todos os anos – são mais de 60 por dia. Nesse ritmo, até 2030, encontrar ou equivalente a 26 mil garrafas de plástico no mar a cada km2, revela o estudo conduzido pelo WWF.

Esse dado é assustador !!

O Brasil, segundo dados do Banco Mundial, é o 4 ° maior produtor de lixo plástico do mundo, com 11,3 milhões de toneladas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. No total, mais de 10,3 milhões de toneladas foram coletadas (91%), mas apenas 145 mil toneladas (1,28%) são efetivamente recicladas ou reprocessadas na cadeia de produção como produto secundário. Esse é um dos menores índices de pesquisa e bem abaixo da média global de reciclagem plástica, que é de 9%.

A Organização das Nações Unidas (ONU)  reuniu em 2015 vários países para discutir essa problemática. Desse encontro surgiram 17 objetivos de desenvolvimento sustentável, que transformarão o mundo até 2030.

Recentemente, um derramamento de petróleo na costa brasileira atingiu 546 localidades, das quais apenas 226 foram registradas como limpas pelo Ibama. Ao menos 14 unidades de conservação foram afetadas, matando animais e prejudicando a economia da região.

O derramamento causou danos a ecossistemas da região. O Ibama registrou 135 animais atingidos, dos quais 95 morreram, e recolheu preventivamente mais de 3.400 filhotes de tartaruga da Bahia, Sergipe e Rio Grande do Norte. O ICMbio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) afirmou que 14 unidades de conservação federais foram afetadas.

Atividades que dependem do mar, como a pesca, também foram prejudicadas. O governo liberou o pagamento fora de época de seguro-defeso (benefício pago a pescadores na época de reprodução dos peixes, em que a pesca fica proibida) a trabalhadores das áreas atingidas. Estima-se que até 60 mil pessoas poderão reivindicar o dinheiro, o que representaria um custo de R$ 130 milhões.

Empresas, pessoas e governo estão trabalhando para viabilizar soluções que minimizam os danos causados. Todos podemos contribuir para um mundo melhor.

Ações simples como redução do consumo de embalagens plásticas e até a reciclagem, por exemplo, são práticas que proporcionam uma sociedade melhorada, com redução dos riscos ao ecossistema. O processo de reutilização de materiais garante benefícios tanto ao meio ambiente, como promove uma diminuição relevante dos recursos naturais. Quanto à sociedade, esta será favorecida em vários aspectos, inclusive no âmbito econômico.

Agora que você sabe que o lixo plástico é uma ameaça ao ecossistema e que ações simples podem fazer a diferença, que tal  adotar novas práticas de consumo inteligente?

 

Conteúdo criado por: Renan Lacerda

Translate »