Dia do nordestino: a importância da cultura nordestina - Instituto Livres Pular para o conteúdo

Chave PIX: [email protected] | [email protected]

NOTÍCIA

08 de outubro

Dia do nordestino: a importância da cultura nordestina

Dentre as várias riquezas do nordeste, existe uma que se destaca: o povo nordestino.

 

E para celebrar essa riqueza tão grande, foi estabelecido no Brasil o Dia do Nordestino, comemorado todo 08 de outubro.

 

Este dia, e este artigo, servem para lembrar a importância da cultura nordestina e sua diversidade na identidade do Brasil. 

 

Origem do Dia do Nordestino

A data foi criada originalmente em 2002 como forma de homenagear o centenário do poeta, compositor e cantor cearense Antônio Gonçalves da Silva, também conhecido como Patativa do Assaré.

 

Em 13 de julho de 2009, na cidade de São Paulo, o Dia do Nordestino foi oficializado pela lei nº 14.952. O local em que a lei foi promulgada é simbólico, pois trata da maior concentração de nordestinos fora da região do nordeste.

 

Nordestinos célebres

Como forma de reconhecimento desse povo, gostaríamos de listar aqui alguns dos nordestinos mais importantes para a formação da cultura brasileira.

 

Castro Alves

 

Nascido na Bahia, foi um dos maiores poetas brasileiro. Escreveu clássicos como Espumas Flutuantes e Hinos do Equador que o alçaram à posição de maior entre seus contemporâneos, bem como versos de poemas como Os Escravos, A Cachoeira de Paulo Afonso e Gonzaga que lhe valeram epítetos como “poeta dos escravos” e “poeta republicano” por Machado de Assis.

 

Integrou o movimento romântico, fazendo parte no país daquilo que os estudiosos chamam de “terceira geração romântica”.

 

Ruy Barbosa

 

Também nascido na Bahia, Ruy Barbosa foi um polímata brasileiro, tendo se destacado principalmente como jurista, advogado, político, diplomata, escritor, filólogo, jornalista, tradutor e orador.

 

Um dos intelectuais mais conhecidos do seu tempo, foi designado por Deodoro da Fonseca como representante do nascente governo republicano, tornando-se um de seus principais organizadores, além de coautor da constituição da Primeira República juntamente com Prudente de Moraes.

 

Ruy Barbosa atuou na defesa do federalismo, do abolicionismo e na promoção dos direitos e garantias individuais.

 

Ariano Suassuna

 

 

O paraibano Ariano Suassuna foi um dramaturgo, romancista, ensaísta, poeta, professor, advogado e palestrante.

 

Idealizador do Movimento Armorial e autor das obras Auto da Compadecida e O Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, foi um preeminente defensor da cultura do Nordeste do Brasil.

 

Ariano Suassuna estreou seus dons literários precocemente no dia 7 de outubro de 1945, quando o seu poema “Noturno” foi publicado em destaque no Jornal do Comercio do Recife.

 

Manuel Botelho de Oliveira

 

Nascido em Salvador, Manuel Botelho de Oliveira foi um advogado, político e um poeta barroco do Brasil Colônia. Foi o primeiro autor nascido no Brasil a ter um livro publicado.

 

Filho de um capitão de infantaria, cursou Direito na Universidade de Coimbra, em Portugal. De volta ao Brasil, passou a exercer a advocacia e foi eleito vereador da Câmara de Salvador.

 

Em 1694 tornou-se capitão-mor dos distritos de Papagaio, Rio do Peixe e Gameleira, cargo obtido em função de empréstimo de 22 mil cruzados para a criação da Casa da Moeda, na Bahia.

 

Manuel Botelho de Oliveira conviveu com Gregório de Matos e versou sobre os temas correntes da poesia de seu tempo.

 

Gregório de Matos Guerra

 

Gregório de Matos Guerra, o nordestino alcunhado de Boca do Inferno ou Boca de Brasa, foi um advogado e poeta do Brasil Colônia.

 

É considerado um dos maiores poetas do barroco em Portugal e no Brasil e o mais importante poeta satírico da literatura em língua portuguesa no período colonial.

 

O Livres e o nordeste

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a cultura nordestina no Brasil? Pois saiba que você pode nos ajudar a preservá-la e fomentá-la.

 

O Livres está no nordeste desde 2013. Através de nossos programas sociais, levamos água potável, alimento, educação e dignidade ao povo nordestino.

 

Sabemos que através dessas ações, a cultura nordestina é preservada e estimulada. Afinal, pouco se pode fazer com sede e fome.

 

Nos ajude a preservar essa cultura e a transformar vidas.

 

Faça sua doação!


Últimas notícias

Impacto Livres celebra 10 anos com edição especial em Simões, Piauí

Por Dentro do Projeto Mais Água: Revelando a Realidade das Comunidades Sertanejas

Buscamos compreender a realidade das comunidades sertanejas do Nordeste brasileiro, o Mais Água visa enfrentar os desafios da escassez de água.

Construindo Futuros Promissores: Compromisso no Combate ao Abuso Infantil

No Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Livres busca proteção e bem-estar.

Juntos Pelo Rio Grande do Sul

SOS Rio Grande do Sul - Saiba como ser eficiente na ajuda às vítimas dessa terrível tragédia!

18 Anos Ressignificando Realidades e Reconstruindo Sonhos!

Conheça Nossos Amigos e Apoiadores

Personalidades influentes se unem ao Instituto Livres para promover mudanças significativas e proporcionar esperança e oportunidades para comunidades vulneráveis no sertão brasileiro.

Compartilhe

Copiar link

MAIS LIDAS

INSCREVA-SE

Quer ficar por dentro de todas as iniciativas inspiradoras e progressos que estamos alcançando? Engaje-se conosco assinando nossa newsletter e receba informações exclusivas, histórias de impacto e oportunidades para fazer a diferença. Juntos, podemos construir um futuro melhor!