Crianças sofrem com problemas de saúde mental?

Em nosso país, o zelo com a saúde mental de crianças e adolescentes é uma preocupação consideravelmente recente e o acesso para o cuidado com profissionais preparados é difícil. Essa problemática ainda é tratada com timidez, vergonha e pode ser ainda ser tabu em muitos lares. Receio esse que atrapalha o diagnóstico, tratamento e prevenção de problemas emocionais e comportamentais relacionados a saúde mental de crianças e adolescentes.

Esses problemas costumam ser decorrentes de vários fatores como problemas genéticos, desordens cerebrais, eventos estressantes, exposição a situações de violência e vulnerabilidade, entre outros fatores que impactam diretamente o desenvolvimento.

Alguns dos fatores que influenciam no surgimento desses males, como a exposição à violência contra menores, podem e devem ser evitados e combatidos.

Durante o crescimento, essa parcela da população é muito afetada por tudo que acontece ao seu redor, seja em sua escola, sua casa ou convívio em comunidade. A vivência de bons momentos nesses meios pode acarretar num saudável desenvolvimento do indivíduo enquanto cidadão. Por outro lado, sofrer ou testemunhar violências nos mesmos ambientes pode causar sequelas que, se não tratadas devidamente, marcam o psicológico dos jovens para sempre.

“A vivência de graves situações violentas em casa, na escola e na comunidade pode gerar um sentimento de desesperança e insegurança muito grande, impactando a vida e a saúde das pessoas.”, informam os especialistas em violência e saúde Simone Gonçalves de Assis, Joviana Quintes Avanci, Renata Pires Pesce e Liana Furtado Ximenes no artigo intitulado ‘Situação de crianças e adolescentes brasileiros em relação à saúde mental e à violência’.

Crescer num ambiente nocivo, como já citado, pode trazer muitos problemas como a hiperatividade, problemas emocionais (como depressão e ansiedade) , problemas de conduta, falta de sono, falta de bons relacionamentos interpessoais e presença de relacionamentos agressivos contra pessoas e animais.

Por esse motivo, necessitamos de adultos responsáveis, instituições e leis que zelem por essa população – crianças e adolescentes.

No Instituto Livres, promovemos diversas ações e compartilhamos informações que são capazes de expandir a rede de proteção das crianças e adolescentes e conscientizar à sociedade aos cuidados necessários para com eles. Mas ainda há muita dificuldade em diagnosticar os casos de violência contra criança e adolescente em todo o país. O Brasil é muito extenso territorialmente e muitos dos casos acontecem em locais longínquos dos centros de apoio e circulação de informações que não são considerados nas pesquisas e sensos.

Dedique tempo para conversar com as crianças e adolescentes que convivem com você. Na maioria das vezes, eles precisam de alguém de confiança para se abrir e expressar.

Se você testemunhar situação de violência/negligência contra crianças e adolescentes, denuncie.  

Disque 100!

Translate »
Iniciar conversa
Podemos te ajudar?
Olá!! Como podemos te ajudar?