O segredo da felicidade para viver melhor

Você conhece o segredo da felicidade ? Você é uma pessoa pessimista que está sempre reclamando e vendo a pior versão possível de tudo que acontece ou você é aquela pessoa que prefere ver o copo meio cheio e procura tirar o melhor possível das situações que acontecem em seu dia a dia e daqueles que estão ao seu redor?

Pois saiba que se você é do time do copo meio cheio, estudos comprovam que seu cérebro é 31% mais criativo e produtivo que o das pessoas com atitudes e pensamentos negativos. Mas não se preocupe, se as atitudes negativas dominam seu modo de vida e você sente a necessidade de mudança, existe um caminho!

Esse caminho é chamado, por muitos estudiosos das ciências que envolvem a psicologia, de “Psicologia Positiva”. Que nada mais é a atitude de buscar filtrar a quantidade de informações ‘negativas’ que chegam até você e tentar encontrar motivos para se alegrar em sua vida.

Shawn Achor, teórico e autor norte-americano, estudou sobre a “Psicologia Positiva” em Havard e sua relação com o segredo da felicidade. Sobre a mudança de perspectiva de um modo de vida pessimista para um modo de vida mais otimista e sua relação com a felicidade, ele afirma que: “A realidade não necessariamente nos molda, mas as lentes pelas quais o cérebro vê o mundo é que moldam sua realidade. E se conseguirmos mudar as lentes, não só podemos mudar a realidade, mas também cada resultado educacional e empresarial, ao mesmo tempo.”

Vale ressaltar que tentar exercitar a “Psicologia Positiva” em sua vida para obter melhores resultados pessoais, profissionais, acadêmicas etc. em nada tem relação com ignorar a realidade do mundo, por mais cruel ou feliz que ela seja, ou condições psicossomáticas adversas, nesses casos ainda é necessário o acompanhamento com profissionais da área. Mas sim, mesmo quando inserido nos mais variados cenários, possuir a capacidade de aprender, assim como exemplifica Shawn, a trocar as lentes pelas quais enxerga-se o mundo e aprender a ter pensamentos mais positivos.

É de costume das instituições ao redor do mundo, sejam escolas ou empresas, ensinarem as pessoas que sucesso e felicidade estão diretamente associados com competição, com o duro trabalho e exaustão. Teoricamente, se eu trabalhar mais, serei mais bem-sucedido. E se eu for mais bem-sucedido, então serei mais feliz. É isso que a maioria das pessoas aprendeu durante toda vida, por isso é apenas essa ideia que conseguem passar adiante.

Na verdade, essa forma de enxergar a felicidade é incorreta e ultrapassada. “Cada vez que seu cérebro tem um sucesso, você acabou de alterar a meta do sucesso. Você teve boas notas, agora precisa de notas melhores; entrou numa boa escola, agora, precisa entrar numa escola melhor; conseguiu um bom emprego, agora, precisa de um emprego melhor. Se a felicidade estiver oposta ao sucesso, seu cérebro nunca chega lá.”, explica Shawn.

A visão de que o segredo de felicidade está diretamente associado com o mundo externo é equivocada segundo os estudos de Shawn. Pois, segundo ele, apenas 10% da felicidade é causada por esse mundo externo ao ser. Os demais 90% só podem vir da maneira como o cérebro processa o mundo. Uma vez que as reações químicas realizadas no organismo, quando alguém realiza um ato que gera verdadeira felicidade são capazes de durar dias e o beneficiar de diversas formas. Como a dopamina, que além de te deixar mais feliz, também irá acionar seus centros cerebrais de aprendizagem permitindo novas possibilidades de aprendizado. Inclusive te possibilitando aprender a ser mais feliz!

Treine o seu cérebro

Numa palestra TED, Shawn Achor dá alguns conselhos sobre o segredo da felicidade e sobre como exercitar a “Psicologia Positiva”, e consequentemente, ser mais feliz:

-Em intervalos de dois minutos durante 21 dias consecutivos, você pode reprogramar seu cérebro, permitindo que ele trabalhe com mais otimismo e com mais sucesso. Fizemos isso nas pesquisas em todas as empresas com que trabalhei, pedindo-lhes que escrevessem três coisas novas pelas quais são gratos durante 21 dias consecutivos. No final desse período, o cérebro começou a reter um padrão de buscar no mundo, não o negativo, mas primeiro o positivo.

-Escrever uma experiência positiva que tenha tido nas últimas 24 horas possibilita a seu cérebro revivê-la. Exercícios ensinam seu cérebro que o comportamento é importante.

-Vemos que a meditação ajuda o cérebro a superar o TDAH cultural que criamos ao tentar realizar múltiplas tarefas de uma vez e ajuda o cérebro a se concentrar em uma tarefa.

-E finalmente, atos aleatórios de gentileza são atos conscientes de gentileza. Pedimos às pessoas, quando acessarem seu e-mail, escrever um e-mail positivo elogiando ou agradecendo alguém.

Ao fazer essas atividades e treinar nosso cérebro tal como treinamos o nosso físico, descobrimos que podemos inverter a fórmula da felicidade e sucesso, e ao fazê-lo, não só criamos ondas de positividade, mas criamos uma verdadeira revolução.

Para acessar mais conteúdos úteis para melhorar sua vida CLIQUE AQUI.

Fonte: Conteúdo produzido por LC4 Comunicação, Marketing e Estratégia.

Translate »
Iniciar conversa
Podemos te ajudar?
Olá!! Como podemos te ajudar?