Fale com o Instituto: (11) 9.8542-6677 (11) 2532-7747

Movimento Não Demita

 Movimento Não Demita mobiliza empresas a manterem suas equipes

Um grupo de mais de 200 empresas brasileiras ou instaladas no Brasil já aderiu ao movimento Não Demita [ hashtagnãodemita ], comprometendo-se a não demitir ninguém por pelo menos dois meses.

Para limitar o impacto econômico negativo da paralisia causada pelo coronavírus, precisa-se que o maior número possível de empresas se junte a este movimento.

A manutenção dos empregos é fundamental para garantir o sustento das famílias e o consumo. Quanto mais as empresas demitirem, mais o consumo e as vendas cairão, forçando ainda mais empresas a demitirem mais trabalhadores, em um círculo vicioso que tem de ser evitado.

Esta é uma convocação de empresário para empresário

A primeira responsabilidade social de uma companhia é retribuir à sociedade o que ela proporciona a você – começando pelas pessoas que dedicam suas vidas, todo dia, ao sucesso do seu negócio. É por isso que a maior responsabilidade, agora, é manter o quadro de funcionários.

Ricardo Amorim, economista que faz parte do movimento, acredita, inclusive, que a adesão ou não a este movimento deveria determinar condições diferenciadas nas linhas de crédito que estão sendo disponibilizadas pelo governo.

Estes são tempos extraordinários que exigem medidas extraordinárias.

Muitos passamos a vida tentando construir um legado. Pois bem, a hora é essa.

Neste momento, o Brasil é um país de heróis. Na saúde, milhares de profissionais dão o melhor de si e correm riscos para salvar vidas nos hospitais. Em outros setores da economia, milhões de brasileiros trabalham todos os dias para manter nossas cadeias de fornecimento intactas. Eles garantem o funcionamento das fábricas, o abastecimento e o transporte público.

No social, centenas de organizações se esforçam para se manter sustentáveis e não deixar milhares de pessoas mais vulneráveis desamparadas.

Já o ato de coragem das empresas é outro: cuidar dos funcionários que dependem de seus salários e das empresas.

Por isso, fazemos este chamamento e assumimos, nós mesmos, este compromisso: empresários, mantenham seus quadros pelo menos nos próximos dois meses.

Se você acredita, junte-se ao movimento em https://www.naodemita.com/

Diante da situação, provocada pela pandemia do causada pelo novo coronavírus, muitos empresários tiveram que se adaptar às mudanças do mercado.

A segurança da população virou a grande prioridade. O isolamento foi recomendado para impedir a proliferação do vírus e a contaminação de mais pessoas, como forma de impedir a doença.

Com seu capital intelectual em home office, as empresas também passaram a se preocupar com outras questões, como a gestão da crise, incidentes de logística, e as comunicações com seus públicos-alvo. Aqui você encontra algumas dicas que podem ajudar neste momento: https://bit.ly/2vYQAie

Translate »
Iniciar conversa
Podemos te ajudar?
Olá!! Como podemos te ajudar?