Projeto ‘Impacto Sertão Livre’ é apresentado à população em Massapê do Piauí

Projeto ‘Impacto Sertão Livre’ é apresentado à população em Massapê do Piauí

A Prefeitura Municipal de Massapê do Piauí realizou, na noite desta quarta-feira (18), na praça Matias Costa, uma cerimônia de acolhimento aos mais de 270 voluntários que estão no município participando da 12ª edição do “Impacto Sertão Livre”, projeto social, humanitário e evangelístico que promove a mobilização de voluntários em prol de comunidades sertanejas do polígono das secas, com o apoio de organizações parceiras que atuam na região.

No evento, o prefeito do município, Francisco Epifânio de Carvalho, o Chico Carvalho, deu as boas-vindas a todos e, como gesto de acolhimento, entregou, simbolicamente, a chave do município ao grupo, representado por um dos coordenadores, e distribuiu chaveiros padronizados para todos os voluntários.

Em seu pronunciamento, o gestor falou da alegria em receber o projeto. “Estamos muito felizes pela presença desse projeto de tamanha envergadura, que é o Impacto Sertão Livre. É uma emoção muito grande receber vocês aqui, voluntários que vieram de todos os estados do nosso Brasil conhecer e fazer esse trabalho social e espiritual na nossa pacata e estimada Massapê do Piauí. Massapê, embora pequena e muita jovem, ainda em desenvolvimento, é uma cidade muito acolhedora, de pessoas muito humanas, que tem muito amor no coração e que, com certeza, saberão receber vocês muito bem” disse.

O prefeito, que pessoalmente e através do poder público municipal tem apoiado o projeto, reforçou sua disposição em contribuir com o mesmo. “Estamos à disposição de todos para contribuir no que for ao nosso alcance para que esse projeto se desenvolva da melhor maneira possível, na maior normalidade que Deus possa permitir aqui na nossa cidade. E é realmente um verdadeiro impacto que vocês vão proporcionar nesses dez dias na vida das pessoas, porque vocês são pessoas do bem que fazem esse trabalho voluntário com muito amor no coração” disse ele, que ainda pediu que a população receba os voluntários com carinho. “Gostaria de enfatizar e pedir a nossa população para recebê-los bem com um sorriso no rosto e muito amor no coração. Tenho certeza que em cada lar que chegarem e em cada região em que este trabalho for possível ser realizado, vocês serão bem recebidos e atendidos, porque a missão de vocês é gratificante” completou.

Chico Carvalho ainda disse que a cidade tem sido constantemente abençoada e que a gestão tem feito uma verdadeira transformação em Massapê. “Massapê tem 22 anos de emancipação política administrativa, há cinco anos e meio estamos à frente do Executivo graças a permissão de Deus e a escolha do nosso povo por duas oportunidades, e de lá até aqui temos feito uma verdadeira transformação na nossa pacata cidade, que é daqui sabe do que estou falando. Nossa meta foi sempre fazer o bem sem olhar a quem, fazer essa transformação que estamos fazendo, por isso, estamos sendo sempre abençoados por Deus e nessa noite só corrobora a essa benção, que é a vinda do projeto. Essa cidade centrada no semiárido nordestino, muito quente, onde pouco chove, de pessoas carentes, mas de uma sabedoria enorme, de uma alegria de viver imensurável, e isso vocês vão poder constatar ao logo desses 10 dias” concluiu.

Na cerimônia pública, o projeto “Impacto Sertão Livre” foi apresentado. “Há um tempo atrás, por volta de 2013 […] resolvemos fazer um convite na internet para alguns amigos, para ver se alguém se interessava em ficar com a gente 10 dias na cidade de Betânia, para visitar as casas, tomar um café uma água, bater um papo […] e assim lançamos esse convite e para nossa satisfação e surpresa, em poucos dias, mais de 230 pessoas responderam:  nós queremos ir e assim entramos na cidade de Betânia com a simples vontade de fazer o que o pastor disse aqui hoje”.

Ele disse que a ação tira as pessoas do conforto de suas casas para passar dez dias com pessoas que se transforma em amigos. “É muito simples ouvirmos a palavra de Deus e acharmos que sabemos o que estamos fazendo, dizermos que vamos orar pelas pessoas, se lembra delas, mandar um quantia financeira para socorrer alguém, mas era difícil para nós sairmos do conforto da nossa casa e ficar dez dias com nossos amigos, pois passam a ser nossos amigos as pessoas que moram nas cidades onde o impacto chega” disse ele, que ainda completou “Isso foi tão bom que não conseguimos mais parar de fazer, tomou conta da gente fazer isso em nome do Senhor, que apesar de ser a 12º edição, já são 12 cidades” falou.

Instituto Livres ainda falou que os voluntários estão em Massapê com o objetivo de visitar, conhecer as pessoas, e conhecer mais sobre suas histórias. “O impacto Sertão Livre em Massapê não é nada mais do que um conjunto de duzentos e tantos loucos por Jesus, que vieram pra cá pra ficar 10 dias com vocês, conhecer, visitar, tentar conhecer um pouco mais de sua história, pra poder carregar e aprender muito com vocês, pois aqui ninguém traz nada, aqui a gente mais leva do que traz, porque vocês fazem parte de muita coisa que muda na história de nossas vidas. Por isso, Massapê do PI, eu queria que vocês permitissem que a gente tivesse um dedinho de prosa com vocês, que suas crianças possam ter um dedinho de prosa com nossa equipe, que vocês pudessem receber nossa equipe de visitas nas suas casas, que no dia das visitas dos médicos vocês estejam lá […]” falou.

O projeto só é possível com a participação da população de Massapê. “Todas as noites estaremos aqui nessa praça, e não adianta nada estarmos aqui sem vocês, queremos vocês aqui para escutar uma boa música, a palavra de Deus, ver uma dança, um teatro, para ver tudo aquilo que essas pessoas estão sonhando há tanto tempo em fazer para e com vocês. Se o impacto não aconteceria se não fossem os “amarelinhos”, ele também não vai acontecer se vocês de Massapê não estiverem aqui. E mais do que tudo, o impacto só acontece porque um dia o filho de Deus, Jesus Cristo, que veio como homem e habitou nessa terra disse “vou ensinar vocês a fazerem um monte de coisas, eu vou embora e vocês ficam pra continuar fazendo o que fiz e vocês farão muitas coisas mais. Estamos aqui porque Deus escolheu Massapê e tem algo de muito bom para essa cidade, não vamos fazer a diferença aqui, mas aquele que nos trouxe, que fica nesse lugar e que se vocês abrirem o coração para Ele, Ele vai mudar a história da vida de cada um de vocês. Nossa missão é que vocês possam compartilhar um pouco mais desse amor que invade nosso coração” finalizou.

Durante os 10 dias em que o projeto será desenvolvido na cidade, a programação diária tem início às 9hrs com trabalho com crianças, no salão da Igreja Assembleia de Deus, visitas nos lares em Massapê e atendimentos de saúde, nas zonas urbana e rural. Às 11 acontece uma pausa nas atividades, retornado às 14hrs e encerrando às 17h. Durante a noite, a partir das 19 horas, a programação acontece na praça Matias Costa, com apresentações de dança, teatro, música e mensagem evangelística.

A mobilização missionária é realizada pelo Instituto Livres, que é uma organização sem fins lucrativos, que desde 2006, colabora com a sociedade através da execução de projetos sócio-humanitários, eventos e atividades culturais, promovendo o resgate da dignidade humana e defesa dos direitos sociais.

O Instituto é 100% mantido por doações advindas de pessoas físicas em todo o Brasil que se identificam e apoiam a causa, bem como por recursos oriundos da produção musical de seu fundador, Juliano Son, comercialização de seus CDs e DVDs, participação em festivais e apresentações junto à banda Livres, palestras e realização de conferências.

Através do projeto são realizados impactos evangelísticos, que acontecem nos meses de janeiro e julho, que duram cerca de 10 dias, e reúnem centenas de voluntários vindos de diversas partes do Brasil. No Piauí, o instituto já realizou projetos em Betânia do Piauí, Capitão Gervásio Oliveira, Acauã, Queimada Nova, São Francisco do Piauí, Caldeirão Grande, Curral Novo, Monsenhor Hipólito e Bocaina.

O Instituto Livres tem sede em Teresina e desenvolve também o projeto “Casa de Acolhimento Livre Ser”, que presta à sociedade o serviço de acolhimento e resgate de crianças e adolescentes vítimas de situações de alto risco e vulnerabilidade social; e o Projeto Mais Água, que viabiliza soluções hídricas em municípios e comunidades do sertão que mais sofrem com os longos períodos de estiagem, onde a população não tem acesso à água potável.